Pesquize em toda a Web

Mercado de imóveis cresce 70% em Sorocaba - SP

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Município ganha 4.732 casas e apartamentos no período de um ano; facilidade no crédito aquece as vendas


Após 21 anos casados, Gervazio Andrade da Silva, 46, e Eliana Andrade Santos, 45, compraram a própria casa. O novo lar tem dois quartos, sala e cozinha acoplados e dois banheiros. O casal encaixa-se no Estudo do Mercado Imobiliário de Sorocaba, divulgado ontem pelo Secovi (Sindicato da Habitação).

Entre 2009 e 2012, foram lançados 12.323 imóveis em Sorocaba, sendo que 80% possuem dois dormitórios.Segundo a pesquisa, muitos fatores influenciam na compra do imóvel e o mais importante é a quantidade de dormitórios. É preciso conciliar o número de quartos com o número de pessoas que habitará o imóvel.

“Moro com a minha mulher e a minha filha. A casa tem o quarto do casal e de solteiro. Hoje tenho tranquilidade ao saber que estou debaixo do teto que é meu, que está em meu nome”, resume Gervazio.

Crescimento/ Entre outubro de 2011 e setembro de 2012, foram lançados 4.732 imóveis em condomínios, enquanto no mesmo período passado foram 2.787 unidades.O crescimento registrado foi de 70%, de acordo com o estudo do sindicato da habitação junto com a Robert Michel Zarif Assessoria Econômica.

Para o presidente regional do Secovi-SP, Flávio Amary, o índice foi unânime e acredita que o mesmo percentual não deve ser alcançado nos próximos anos. “O setor deve continuar crescendo, mas não deve ser superior a 70%”, diz.

Motivo/ Os lançamentos cresceram, pois a procura por imóveis também. A Caixa Econômica Federal apresentou saldo de R$ 177,2 bilhões em junho na carteira de habitação. O aumento foi de 37,1% nos últimos 12 meses.

O financiamento de novos empreendimentos cresceu 100,4%, graças ao programa Minha Casa, Minha Vida e a redução de taxas de juros.

De março a setembro, a taxa Selic caiu de 9,75% para 7,50% ao ano. A redução, portanto, foi de 23,08%.

Vertical/ Nesses 11 meses, foram lançados 3.880 unidades em condomínios verticais. Desses, 78% são com dois dormitórios e 74% são dois quartos econômicos - dentro do MCMV.

O perfil dos compradores, segundo Flávio, é a classe média, atendida pelo programa do governo federal. “Cerca de 53% dos compradores de imóvel encaixam-se no programa”, relata.

Horizontal/ Entre 2009 e 2012, foram lançados 2.049 imóveis horizontais em condomínios em Sorocaba. O número representa 16,63% do mercado. Desses total, 852 foram inaugurados nos últimos 12 meses.

O segmento econômico de dois dormitórios representa 1.553 unidades lançadas, igual a 75,8%. Em seguida, está os imóveis com até três quartos, com 430 unidades produzidas. Total de 21%.

O presidente da regional do Secovi afirma que a oferta deste tipo de imóvel está crescendo devido a procura dos compradores. “O mercado imobiliário prevê quais serão as tendências. Ocorreu que houve queda na procura por condomínios verticais. O setor, então, se antecipou para atender a demanda para condomínios horizontais”, explica.


Residência fica 28,04% mais cara em um ano
Competitividade no segmento deve estabilizar preço dos imóveis; zonas norte e oeste são as áreas de Sorocaba que mais recebem empreendimentos

O valor médio do metro quadrado por região aumentou 28,04% em um ano."Quanto mais o mercado cresce, há mais opções para os interessados e o preço fica mais competitivo e estabilizado”, diz o presidente regional do Secovi-SP, Flávio Amary, sobre o valor dos imóveis.

Tabela de preços/ Um imóvel com dois quartos até o ano passado custava R$ 2.289 o m². Atualmente sai, em média, por R$ 3.181 o m², diferença é de 28,04%. O exemplo é entre as unidades mais procuradas pelos compradores.

Já a casa ou apartamento com três dormitórios, a diferença de preço em um ano é de 19,40%. Até 2011, saía por R$ R$ 2.928 o m². Hoje o preço é médio é de R$ 3.633 o m².

Nos imóveis mais luxuosos, com até quatro quartos, o preço por m² subiu 24,09%. De R$ 3.997 passou custar R$ 5.266.

Noroeste/ Os locais de Sorocaba que estão recebendo mais lançamentos são as zonas norte e oeste, pois oferecem espaço para a construção. “Na periferia estão sendo construídos condomínios horizontais, enquanto no Centro são os verticais”, detalha Flávio.

Da zona oeste até a industrial existem 12 condomínios verticais e 11 horizontais.

No município, foram lançados três condomínios em 2009, 15 no ano seguinte, mais de 30 conjuntos em 2011 e, até o momento, cerca de 20 condomínios espalhados por todas as regiões.

Lembrando, que a maioria conta com dois dormitórios.

Carteira de crédito
O programa Caixa Melhor Crédito cresceu 13,7%, enquanto o mercado atingiu 5,3%.

14,01% é o crescimento de participação da Caixa no mercado de crédito

Redução dos juros
Desde abril, a Caixa promoveu reduções de até 88% em suas taxas de juros.

Meta
A Caixa tem como meta contratar R$ 185 bilhões em crédito comercial.
(RedeBomDia)

0 comentários:

Postar um comentário

  © Blogger template On The Road by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP