Pesquize em toda a Web

Mercado de alto padrão se mantém estável

segunda-feira, 8 de outubro de 2012


Inseridos em um nicho de mercado bastante segmentado, os imóveis de alto padrão não sofrem tanto o impacto das crises enfrentadas pelo setor. No entanto, as construtoras devem ficar atentas aos mais elevados níveis de qualidade do mercado e o conceito de alto padrão deve ser aplicado desde o projeto até o acabamento do imóvel. Segurança e exclusividades também são aspectos essenciais nesses tipos de empreendimento.

Para o diretor comercial e de marketing da Patrimar, Lucas Guerra, os apartamentos de alto padrão precisam ter diferenciais que vão desde a concepção da planta até o serviço que é agregado ao produto, como a área de lazer e o padrão do acabamento. "A definição de alto padrão engloba um conjunto de coisas. Não basta ser de mármore ou granito para ser considerado de alto luxo", afirma. Atualmente, a Patrimar está trabalhando em três empreendimentos de alto padrão que foram lançados este ano.

Um deles é o Edifício Jornalista Oswaldo Nobre que está em construção no bairro Santo Agostinho, na região Centro-Sul de Belo Horizonte. Os apartamentos têm entre 219 metros quadrados e 230 metros quadrados e quatro quartos, sendo duas suítes e duas semissuítes. A suíte principal tem closet, a sala pode ser dividida em até três ambientes e os apartamentos têm ainda copa, cozinha, despensa e lavabo. São quatro vagas de garagem e área de lazer completa. Uma das unidades conta ainda com área privativa de 280 metros quadrados e a cobertura tem uma área de 452 metros quadrados.

No bairro Gutierrez, na região Oeste da capital mineira, está em construção o Edifício Gioia Del Colle. Com apartamentos que variam de 162 metros quadrados a 169 metros quadrados e quatro quartos, restam poucas unidades para serem vendidas. Os apartamentos têm as mesmas características do empreendimento do bairro Santo Agostinho com a diferença de serem três vagas de garagem e não quatro. A cobertura tem 314 metros quadrados e existem unidades com área privativa de 212 metros quadrados.

O terceiro empreendimento é o Edifício Priorato Residence no bairro Anchieta, na região Centro-Sul da cidade. Último a ser lançado, ele também conta com apartamentos de quatro quartos, duas suítes e duas semissuítes, que vão de 166 metros quadrados a 303 metros quadrados. A sala de estar e de jantar são integradas e as unidades têm ainda cozinha, copa e lavabo. São três ou quatro vagas de garagem e área de lazer completa.
Para Guerra, a demanda por esse tipo de apartamento ainda é alta. Ele lembra que, da mesma forma que caiu a procura por imóveis, também diminuiu o número de lançamentos, o que estabilizou o mercado. "Também vale destacar que o público de imóveis de alto padrão não é formado por pessoas com alto índice de endividamento, mas sim por famílias com situação financeira e profissional definida. Então o mercado não é afetado em um primeiro momento quando há queda no consumo", diz.

A Construtora Líder está trabalhando atualmente com dois empreendimentos residenciais de alto padrão. O primeiro deles é o Líder Portobello, que está localizado no bairro de Lourdes na região Centro-Sul de Belo Horizonte. Os apartamentos têm dois quartos com uma suíte e varanda. Eles variam de 68,65 metros quadrados a 165,2 metros quadrados. Com uma ou duas vagas de garagem e a área de lazer é completa. O outro empreendimento é o Líder Carpe Diem, no bairro Santo Antônio, também na região Centro-Sul. Nele os apartamentos terão quatro quartos e aproximadamente 120 metros quadrados. Eles ainda não foram lançados e por isso não há mais detalhes sobre o projeto.

Para o responsável por novos negócios da Construtora Líder, Diego Assis, o público dos imóveis de alto padrão é mais exigente e por isso o projeto exige uma série de inovações para se tornar atrativo. "Eles observam aspectos como segurança, padrão de acabamento e sofisticação do projeto arquitetônico", observa. Para ele, a questão da sustentabilidade também está em alta e o consumidor está de olho nisso também na hora de comprar um imóvel.


Móveis - A compra de novos imóveis impulsiona também a venda de móveis. Na Sava Móveis, especializada em estofados de alto padrão, a procura por apartamentos de luxo incrementa as vendas. "Eu sou a conseqüência da venda das construtoras", observa o diretor comercial da empresa, Rafael Mendes. No entanto, ele lembra que após comprar um imóvel muitas pessoas seguram um pouco os gastos e vão mobiliando o novo lar aos poucos.

Para Mendes, o que também está impulsionando as vendas de móveis é uma cultura que está sendo bastante difundida no Brasil, de receber os amigos em casa. "As pessoas estão preferindo ficar em casa e convidar os amigos para irem até lá. Por isso, elas se preocupam mais em dar a cara delas para aquele espaço", afirma. A expectativa da Sava Móveis é fechar 2012 com crescimento de 20% sobre o exercício passado.(DiariodoComercio)

0 comentários:

Postar um comentário

  © Blogger template On The Road by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP