Pesquize em toda a Web

Boas vagas na garagem é diferencial no mercado imobiliário

sábado, 13 de agosto de 2011



Facilidade de entrar e sair com o carro do prédio é fundamental na hora de fechar o negócio. Espaço pequeno, que exige várias manobras, acaba desvalorizando o imóvel

"Hoje, o projeto arquitetônico é otimizado, assim como o estrutural, prevendo melhor aproveitamento desse espaço" - Valéria Alves, arquiteta


Basta uma volta pela cidade para constatar: a frota não para de crescer. De acordo com a Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans), são 1,38 milhão de veículos que circulam hoje pela capital. A consequência para o mercado imobiliário é a importância cada vez maior da garagem, que passa a ser fator decisivo na hora da negociação. Mais que conhecer o apartamento, o consumidor quer ver o tamanho, a localização e o acesso à sua vaga.


Alguns compradores chegam a olhar, antes de tudo, a garagem. É o que diz o gerente regional de vendas da Masb, Marcelo D’Ávila. “O carro, que era artigo de luxo, passou a ser necessidade. Por isso, é inconcebível que um apartamento nosso tenha menos de duas vagas, caso contrário não vai ter boa aceitação no mercado”, analisa. Em um imóvel de quatro quartos, o mínimo são três. Ainda assim, a Masb disponibiliza vagas avulsas, com preço à parte, para clientes que precisam de mais espaço.


A arquiteta Valéria Alves observa o que mudou. Antigamente, a garagem ficava em segundo plano, pois era projetada na área que sobrava. “Hoje, o projeto arquitetônico é otimizado, assim como o estrutural, prevendo melhor aproveitamento desse espaço”, afirma. Uma das soluções que ela propõe para que o prédio tenha mais vagas é usar as chamadas estruturas de transição. Nesse caso, aquele pilar que costumava ficar no meio da garagem é substituído por auxiliares em posições estratégicas, para aumentar o espaço e não atrapalhar a circulação dos veículos.


Outra opção é reduzir a largura do pilar, construindo-o com concreto de alto desempenho. Além disso, quanto menos revestimento ele tiver, maior será a área. “Com essas interferências, você consegue um número de vagas maior ou uma vaga mais confortável, e isso vai valorizar o seu imóvel”, opina Valéria.


VALORIZAÇÃO
O diretor financeiro da Prisbel Construtora, Luciano Muniz, confirma que é feito um estudo para analisar a melhor distribuição dos pilares. Assim, ganha-se mais espaço e o apartamento realmente fica mais valorizado. O acréscimo de uma vaga pode significar aumento de R$ 40 mil no valor do imóvel. “Às vezes, funciona em apartamento de três quartos com duas vagas para um casal com filho pequeno, que só vai ter necessidade de terceiro carro muito tempo depois, mas sempre tentamos oferecer pelo menos três vagas para esse tipo de imóvel”, enfatiza.

0 comentários:

Postar um comentário

  © Blogger template On The Road by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP