Pesquize em toda a Web

Novo filão do mercado imobiliário de Maceio

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

A falat de opções de crescimento faz da área do Tabuleiro dos Martins o "FILÂO" do momento

A especulação imobiliária já atinge áreas até então “desconhecidas” dos construtores, que após praticamente esgotarem suas possibilidades na orla de Maceió, optaram pela região do Tabuleiro do Martins. Graças a programas de financiamento habitacional, como o Minha Casa, Minha Vida e ainda, a inauguração do Shopping Pátio, o bairro ficou supervalorizado e se tornou o mais novo filão do setor, que vem lançando edifícios e condomínios para todos os gostos.

Essa valorização também tem atraído para o local outros empreendimentos, como lojas e supermercados, alavancados pelo investimento em infra-estrutura viária, como as duas novas pistas - Uma pela Serraria e a outra pelo Benedito Bentes - ligando a região ao litoral, através da AL101 Norte.

A recuperação da Via Expressa, com a colocação de asfalto e sinalização também é outro fator que contribui para estimular as construções na região.

A expansão imobiliária no Tabuleiro reflete nos preço dos terrenos disponíveis, supervalorizando o metro quadrado às margens da Via Expressa, que agora pode custar até o triplo de alguns meses.

Segundo o presidente da Associação das empresas do mercado imobiliário de Alagoas (Ademi/AL), Jubson Uchôa, devido ao Programa de Arrendamento Residencial (PAR) e ao Minha casa, Minha vida, o local tem mais de 100 prédios baixos, sendo que os mais altos começaram a ser construídos do ano passado pra cá, uma vez que muitos apartamentos são comprados na planta.

“Essa expansão se deu após o incremento do financiamento bancário para as pessoas de renda mais baixa. Primeiro veio o PAR e posteriormente o Minha Casa, Minha Vida. Os empreendimentos mais procurados são residências de preferência uni familiar, porém, a maior quantidade em execução é de apartamentos, pois a verticalização é a melhor forma de diminuir o valor do m² da área”, explicou Uchôa.

Questionado sobre o motivo de só há pouco tempo as construtoras resolverem investir massivamente no Tabuleiro, o presidente da Ademi afirmou que o fato do Programa Minha Casa Minha Vida requerer grandes áreas com preços acessíveis, estimulou isso. “Essa região é a que mais se ajustam à necessidade de se obter um empreendimento com menor custo, ponto básico para um produto econômico”, pontuou.

Ele destacou ainda, as potencialidades do bairro, a exemplo da densidade populacional e da proximidade ao novo Shopping Center, o que agrega valor ao produto, aumentando a velocidade das vendas. “Maceió necessitava há muito de uma nova área de expansão. Entretanto, o poder público precisa urgentemente executar a infra-estrutura necessária para a habitação desse porte, principalmente no tocante a esgoto sanitário que não existe”, lembrou.(CorreiodoPovo)

0 comentários:

Postar um comentário

  © Blogger template On The Road by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP