Pesquize em toda a Web

Inquilino sem fiador, com prêmio e assistência

quarta-feira, 15 de dezembro de 2010

Setor de capitalização fornece serviço de garantia de aluguel, que cresce 20% ao ano
Rio - Cresce 20% ao ano, desde 2000, um novo serviço que livra o inquilino de ter de “alugar” alguém para ser seu fiador em contratos de locação de imóvel: a garantia de aluguel. O produto vem do mercado de títulos de capitalização, que tem avançado entre as classes C e D. A Sulacap (Sul América Capitalização) foi a primeira a adotar o sistema no País. Desde o ano passado, o Banco do Brasil começou a operá-lo. No ano que vem, a Caixa Econômica Federal lançará produto próprio, aumentando a concorrência. O prazo previsto é abril.

Os correspondentes bancários vão oferecer o serviço, sem burocracia. “Pelo sistema, o inquilino contrata o serviço e paga valor acertado entre ele e o administrador do imóvel. Ao fim do prazo, ele resgata o valor que pagou e ainda concorre a sorteios mensais. O serviço de garantia também inclui assistência residencial”, explica Maurício Maciel da Rocha, representante da Caixa Seguros. “Esse produto é uma alternativa ao seguro-fiança. O conceito é o de capitalização. A pessoa paga e resgata o valor”, explica ele.

Segundo Natanael de Castro, vice-presidente da Federação Nacional de Capitalização (Fenacap) e diretor comercial do BrasilCap, do BB, os contratos podem ser fechados nas agências. “Firmamos parcerias com o setor imobiliário, o que tem ampliado a procura. Mas qualquer pessoa pode fazer a proposta ao seu proprietário para substituir o fiador”, explica.

O título precisa ser registrado em cartório. No BB, o prazo é de 30 meses (tempo do contrato). A Sulacap, primeira a operar no País, exige somente identidade e CPF para o contrato e prevê 12 meses com renovação automática. Se o aluguel acaba em 30 meses, é como se a pessoa estivesse retirando antes do tempo, em seis meses, mas é possível desvincular o contrato e estendê-lo, sem perda do valor — títulos de capitalização têm desconto se resgatados antes do tempo .

“A vantagem é que o inquilino recebe todo o dinheiro de volta assim que o contrato terminar. Os prêmios são mensais”, diz o presidente da Sul América Capitalização, Carlos Infante de Castro.

Segundo a Fenacap, o setor de capitalização deverá crescer 10,10% este ano. O bom momento está ligado ao aumento da renda no País, em especial, das classes C e D. Para elas, o título de capitalização é porta de entrada para produtos bancarizados. O tíquete médio do setor é R$ 26.

Caixa vai lançar cartão aluguel
A Caixa Econômica Federal vai lançar, ainda este mês, o cartão aluguel para facilitar interessados na locação de imóveis. A modalidade vai dispensar as exigências de garantias, como fiadores, seguros-fiança e caução (três meses de depósito). Atualmente, 6,5 milhões de brasileiros moram de aluguel no País. O novo modelo vai funcionar como o cartão de crédito.

A instituição está fazendo os ajustes finais no produto, mas o inquilino vai receber o cartão para pagar o aluguel todos os meses. Se atrasar, o banco faz o pagamento ao proprietário, mas depois cobra, com juros. Nesse caso, as taxas cobradas devem ser parecidas com as dos cartões de crédito, em torno de 10% ao mês.(ODiaOnLine)

0 comentários:

Postar um comentário

  © Blogger template On The Road by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP