Pesquize em toda a Web

Hora de comprar e vender imóveis: preços sobrem até 83% no Rio

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Os incentivos do governo à construção — por meio do programa “Minha casa, minha vida” e da desoneração do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) que incide sobre materiais de construção e acaba de ser prorrogada até o fim de 2011 —, a Copa do Mundo de 2014, as Olimpíadas de 2016 e a perspectiva de diminuição da violência com a instalação das Unidades de Polícia Pacificadoras (UPPs). Soma-se tudo ao bom momento econômico do Brasil e do Rio e o resultado é: o boom da construção civil e imóveis mais valorizados do que nunca.

De acordo com dados da Associação de Empresas do Mercado Imobiliário (Ademi), foram lançadas 13.732 novas unidades na cidade até 26 de novembro. Como de costume, a Zona Oeste foi o destaque, com Barra da Tijuca, Jacarepaguá e Campo Grande. Os três bairros somam, juntos, 7.890 lançamentos, mais da metade de toda a cidade.

Com apenas 541 novas unidades, o Recreio foi o bairro da Zona Oeste que sentiu mais o impacto da valorização, quando o assunto é imóveis de três quartos. Segundo dados do Sindicato da Habitação (Secovi Rio), os preços subiram 83% em 12 meses (de novembro de 2009 a novembro de 2010).(Extra-casaPropria)

0 comentários:

Postar um comentário

  © Blogger template On The Road by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP