Pesquize em toda a Web

Aumenta a procura pelos imóveis de classe média alta em Manaus

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Os apartamentos com valores entre R$ 300 mil e R$ 400 mil, nos bairros de São Jorge, Dom Pedro e Adrianópolis, alcançaram os maiores Índices de Velocidade de Venda (IVV).


Imóveis de classe média alta, com três dormitórios e área de 100 a 200 metros quadrados (m²), foram os mais procurados entre os meses de julho e setembro em Manaus, segundo levantamento realizado pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil do Amazonas, (Sinduscon-AM).

Para o vice-presidente do sindicato, Frank Souza, o avanço do crédito imobiliário e o aumento da renda per capta do amazonense contribuíram para que muitos compradores optassem por investimentos maiores na compra de um imóvel.

“A classe média tem sido o grande foco. As pessoas estão conseguindo pagar imóveis mais caros, pois estão ganhando mais. Os valores das prestações também estão menores, e com prazos mais estendidos, estes produtos estão se moldando aos consumidores. O valor alvo das prestações de um imóvel hoje em dia é o preço de um aluguel. Então as pessoas se privam de uma viagem e de outros gastos para dar preferência na compra de um imóvel próprio”, observa Frank.

Os apartamentos com valores entre R$ 300 mil e R$ 400 mil, nos bairros de São Jorge, Dom Pedro e Adrianópolis, alcançaram os maiores Índices de Velocidade de Venda (IVV), que mede o tempo relativo que o imóvel permaneceu em oferta antes de ser vendido.

O bairro São Jorge, na zona leste, foi o que obteve o maior IVV. De acordo com a pesquisa, 68,75% dos apartamentos ofertados naquele bairro foram vendidos no último trimestre. O bairro Dom Pedro, zona centro-oeste, alcançou IVV de 66,53%, e Adrianópolis, que fica na zona Centro-Sul, teve 56,02% dos apartamentos negociados entre julho e setembro.

O maior volume de imóveis vendidos no período, 685 apartamentos, tinha entre 50 metros quadrados e 100 metros quadrados de área útil. No entanto, o número de vendas desta faixa de tamanho alcançou apenas 26,40% do total de imóveis ofertados, que foi de 2.595.

Os preferidos
Imóveis com área útil entre 150 metros quadrados e 200 metros quadrados foram vendidos mais rapidamente no último trimestre. O IVV desta faixa foi de 50,77%. De julho a setembro, 33 apartamentos foram vendidos em Manaus, de um total de 65 ofertados.

Neste período, o maior número de imóveis vendidos, 808, possuía três dormitórios. Mas os IVVs mais altos foram observados nos modelos com dois dormitórios, tipo que teve 30,17% das unidades negociadas, e de um dormitório, que alcançou o índice de 75% de unidades em oferta vendidas.

De acordo com Frank Souza, o grande número de vendas de imóveis populares foi incentivado, principalmente, pelo programa ‘Minha Casa, Minha Vida’, do governo federal. Até outubro deste ano, o Estado do Amazonas recebeu R$ 556 milhões em investimentos para o projeto, segundo informações do escritório regional da Caixa Econômica Federal, que administra os programas federais de crédito imobiliário no Estado. De acordo com a assessoria da instituição, a meta é alcançar R$ 641 milhões em investimentos no ‘Minha Casa, Minha Vida’, até dezembro.

O vice-presidente da Sinsduscon-AM observa ainda que cerca de 60% destes investimentos atende à parcela da população que ganha entre seis e dez salários mínimos (entre R$ 3.240 e R$ 5.400). “A expectativa é que estes investimentos cresçam de 10% a 15% no ano que vem”, afirma Frank Souza.(D24AM)

0 comentários:

Postar um comentário

  © Blogger template On The Road by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP