Pesquize em toda a Web

Ritmo de vendas de imóveis residenciais novos desacelerou em Belo Horizonte no acumulado de janeiro a setembro

quinta-feira, 18 de novembro de 2010


Bairro Buritis, onde há grande oferta de unidades: após um 2009 de recordes, mercado prevê equilíbrio  (Beto Magalhaes/EM/D.A Press)
Bairro Buritis, onde há grande oferta de unidades: após um 2009 de recordes, mercado prevê equilíbrio

O ritmo de vendas de imóveis residenciais novos desacelerou em Belo Horizonte no acumulado de janeiro a setembro. No total, foram vendidas 4.701 unidades, contra 5.091 no mesmo período de 2009, queda de 7,66%, segundo pesquisa da Fundação Ipead, em parceira com o Sindicato da Indústria da Construção Civil de Minas Gerais (Sinduscon-MG) e a Câmara do Mercado Imobiliário de Minas Gerais (CMI-MG). A tendência, segundo empresários e analistas do mercado, é de que as vendas e os preços das unidades residenciais novas comecem a se estabilizar, depois de um período de euforia no mercado.


Em setembro, foram vendidas 325 unidades residenciais novas na capital, menos da metade de agosto, quando foram comercializadas 716. No mesmo período, a oferta cresceu. Em setembro, foram colocadas no mercado 1.784 unidades para a venda, contra 1.537 de agosto. “Em função das eleições, era esperado que o comprador colocasse o pé no freio. As pessoas ficam esperando a reação do novo presidente”, afirma José Francisco Couto de Araújo Cançado, vice-presidente da área imobiliária do Sinduscon. “É natural uma pequena queda de vendas no final deste ano e início de 2011”, acrescenta. Em relação aos preços, diz, há tendência de estabilidade, mas sem queda. “Os salários dos trabalhadores vai ser negociado em novembro. E o preço do material de construção não cai”, pondera Cançado.



As vendas e os preços de imóveis começam a se estabilizar depois de registrarem números recordes. Em 2009, foram vendidas 5.091 unidades residenciais novas em Belo Horizonte, apesar da crise econômica mundial e dos reflexos no segmento imobiliário em outros países, como Estados Unidos e Espanha. A alta foi de 39,27% em relação a 2008, quando foram comercializadas 3.657 unidades.



“Há uma tendência de equilíbrio tanto nas vendas como no preço dos imóveis. Tivemos alta grande no valor do terreno, mas não há mais espaço para esse reajuste”, analisa Teodomiro Diniz, vice-presidente da Federação das Indústrias de Minas Gerais (Fiemg) e diretor da Diniz Camargos. Ele avalia que o preço do terreno na capital tende até a cair. “Os preços que estão pedindo hoje tornam o negócio inviável”, observa Camargos.



Opções

Nas ofertas segmentadas por tipo de imóvel, os apartamentos de um quarto ficaram estáveis de agosto a setembro, com 16 unidades ofertadas. Os apartamentos de dois quartos registraram alta de oferta, de 269 apartamentos em agosto para 425 em setembro, o de três quartos passou de 687 unidades para 809, de quatro quartos registrou queda de 439 para 412 unidades, assim como as coberturas, que registraram queda na oferta de 126 para 122 unidades.


O presidente do Conselho Regional dos Corretores de Imóveis de Minas Gerais (Creci-MG), Paulo Tavares, ressalta que as oscilações nas vendas de imóveis são sazonais. “Se as vendas caíram em setembro, não significa que vão cair de novo no próximo mês”, afirma. Mas ele reconhece que o preço do imóvel já subiu muito e caminha para o equilíbrio. “Agora, vamos em uma linha reta. Se há alta na oferta, não há muito espaço para aumentar o preço ”, diz Tavares. Os bairros que tiveram a maior oferta de imóveis em setembro foram o Buritis (298 unidades), Castelo (210), São João Batista (141), Fernão Dias (121) e Lourdes (106).



São Paulo
O mercado de imóveis residenciais em São Paulo também está desacelerado. As vendas de unidades residenciais novas recuaram 44,8% em setembro, na comparação com igual mês do ano passado, atingindo 2.785 unidades, segundo o sindicato do setor, o Secovi-SP. Entre aspectos que influenciaram os resultados, o Secovi citou o fato de o consumidor ter passado por um momento de refazer contas, de olho no fim do ano.(UAI)

0 comentários:

Postar um comentário

  © Blogger template On The Road by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP