Pesquize em toda a Web

Loteamentos de alto padrão: Incorporadoras intensificam lançamento no interior de São Paulo

quarta-feira, 10 de novembro de 2010


Loteamentos de alto padrão: Incorporadoras intensificam lançamento no interior de São Paulo
Loteamentos de alto padrão: Incorporadoras intensificam lançamento no interior de São Paulo
Loteamentos no interior é um mercado promissor, garante empresário
Vários fatores impulsionam o lançamento dos loteamentos de alto padrão em cidades do interior de São Paulo. Dois pontos que merecem destaque e contribuem com o surgimento deles é a inexistência na capital de grandes áreas que possam contemplar as casas e os equipamentos comuns neste tipo de empreendimento, como pista de cooper, quadras poliesportivas e a presença de áreas verdes. O outro que é a busca crescente das pessoas pela qualidade de vida, ou seja, fugir do trânsito, poluição e a insegurança proveniente dos centros urbanos.

Amparadas neste cenário surgem imobiliárias que constroem condomínios horizontais em cidades como Pindamonhangaba, Jacareí, São José dos Campos e outras que integram o Vale do Paraíba. Um dos últimos lançamentos na região foi o Reserva dos Lagos, criado de uma parceria entre a Apoena Imóveis e a Carmel Marketing e está localizado no km 99 da Rodovia Presidente Dutra, em Pindamonhangaba. O empreendimento em 30 dias teve cerca de 70% dos lotes vendidos.

O sucesso das vendas do empreendimento está fundamentado não apenas na qualidade de vida, mas no aumento do poder aquisitivo, reflexo do aquecimento da economia nacional. “Os loteamentos de alto padrão são direcionados às classes A e B. Um público que cresce e que tem condições de investir em um espaço para passar os finais de semana ou como uma moradia fixa. Várias pessoas moram nesse eixo da Dutra e deslocam-se para São Paulo para trabalhar e retornam para casa no fim do dia. É uma opção para as pessoas que não encontram em São Paulo terrenos para construir uma casa ampla, de alto padrão e contar com a segurança, que é primordial”, complementa o executivo.

Mercado Restrito
O mercado de incorporação de loteamentos é restrito, ou seja, não são muitas empresas que apostam no nicho, pois requer diversas autorizações junto aos órgãos competentes, como por exemplo, do Grupo de Análise e Aprovação de Projetos Habitacionais (Graprohab), que em média leva 2 anos para ser aprovada. Além da complexidade para a criação de todos os aparelhos urbanos necessários nestes empreendimentos, como redes de luz e água.

“Muitos empreendimentos verticais em 12 meses já estão prontos para a entrega das chaves aos moradores, nos loteamentos temos que apresentar aos órgãos competentes os projetos de logradouros, os esgotos e a parte ambiental, pois é um minibairro que será construído. Estas questões demandam tempo e devem ser acompanhados de perto pelas incorporadoras”, diz Alexandre Cardoso.

Esta série de aprovações, os valores investimentos e análises que são submetidas estas empresas inibem a entrada imediata de outras imobiliárias e empresas no ramo e para o diretor é um sinal que a empresa continuará a realizar a expansão em cidades do interior de São Paulo. “Estamos prestes a finalizar a compra de mais um terreno na cidade de Itu para lançar um outro loteamento com os mesmos moldes do Reserva dos Lagos. Já tivemos a procura antecipada de interessados e isso mostra que será outro sucesso de vendas. Acreditamos em um mercado promissor e com espaço para uma concorrência saudável. O interior ainda receberá vários investimentos, pois esses empreendimentos proporcionam a movimentação da economia, com a criação de comércio e a geração de novos negócios. O beneficio é disseminado entre muitos”, finaliza Cardoso.(PortalVGV)

0 comentários:

Postar um comentário

  © Blogger template On The Road by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP