Pesquize em toda a Web

Porto Alegre - Dois quartos lideram oferta

quarta-feira, 19 de agosto de 2009


Enquadradas em programa do governo, unidades de até R$ 97,5 mil predominaram na Capital

PORTO ALEGRE - O financiamento mais acessível para a classe C e a maior segurança para as incorporadoras colocarem imóveis à disposição dessa faixa de renda mudaram o perfil da oferta de imóveis na Capital. Pela primeira vez, há no mercado mais apartamentos de dois dormitórios do que de três, mostra o 12º Censo do Mercado Imobiliário de Porto Alegre, do Sindicato da Indústria da Construção Civil (Sinduscon-RS).



Os dados referem-se ao período de junho de 2008 a maio deste ano e indicam 2.494 apartamentos de dois quartos, avanço de 31% sobre a pesquisa anterior. O censo detectou ainda um salto na oferta de imóveis de até R$ 97,5 mil, enquadrados no programa Minha Casa, Minha Vida, do governo federal. Em três anos, a oferta triplicou.


– Existe dinheiro na praça, com taxas de juros mais baixas, e proteção jurídica às incorporadoras, diz o vice-presidente de Economia e Estatística do Sinduscon, Juliano Melnick, referindo-se ao programa do governo e à possibilidade de retomada do imóvel em caso de inadimplência.


As condições favoráveis encorajaram a agente de viagens Karla Siccardi, 37 anos, a realizar o sonho da casa própria.


– A entrada que eu precisaria pagar era muito alta – afirma Karla, que adquiriu, ainda na planta, um apartamento de dois dormitórios na Zona Norte.


No entender de executivos do mercado de imóveis para baixa renda, a demanda por apartamentos de dois quartos deve-se ao preço das unidades, que na maioria se enquadrariam no limite de R$ 100 mil do programa do governo para a Região Metropolitana.


Segundo o Sinduscon-RS, a queda na oferta de apartamentos de três dormitórios (de 23%), pode ser atribuída à crise econômica, que represou o lançamento de unidades de maior valor.(zEROhORA)

0 comentários:

Postar um comentário

  © Blogger template On The Road by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP