Pesquize em toda a Web

Aluguel residencial sobe em BH mesmo com aumento da oferta

sexta-feira, 10 de julho de 2009

O preço do aluguel residencial em Belo Horizonte desafiou a lei da oferta e da procura pela quarta vez consecutiva em junho. Conforme a pesquisa Aluguéis, da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas, Administrativas e Contábeis de Minas Gerais (Ipead), enquanto a oferta de imóveis residenciais para locação cresceu 6,70% em junho, o preço médio teve elevação de 1,14%. No acumulado do primeiro semestre, a oferta cresceu 18,08%, enquanto o preço médio variou 7,76%. Comparado com a inflação de 2,75% apurada pelo Ipead em Belo Horizonte nos primeiros seis meses do ano, o aluguel subiu quase três vezes mais.Entre os operadores do mercado imobiliário, não há consenso para explicar a disparada do aluguel, mesmo em tempos de aumento da oferta. Para alguns, os preços estão subindo para tentar acompanhar a valorização dos imóveis no mercado. Para outros, haveria um descompasso entre a oferta e a procura, com esta última crescendo mais. Por fim, há quem considere que os preços já estão altos, e que o mercado estaria sem referência.
O diretor da Caixa Imobiliária, Kênio de Souza Pereira, avalia que a alta do aluguel é resultado da recuperação de preços do mercado, que assistiu à retração dos valores após a implantação do plano real. Conforme Pereira, os aluguéis perderam a corrida para a inflação entre 2001 e 2004, acumulando alta de 23,05% no período, contra uma variação de 39,62% do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) do Ipead.Pereira lembra ainda que, historicamente, os aluguéis sempre renderam cerca de 1% do valor do imóvel, e os proprietários estariam perseguindo esta marca, apesar do aumento do preço de venda. De acordo com o Ipead, a rentabilidade do apartamento tem variado entre 0,33% - três quartos, em bairro popular - e 0,61% - dois quartos, em bairro de luxo.
Pereira observa que há potencial para o aluguel subir ainda mais, quando se considera a rentabilidade potencial do imóvel. “O que vai limitar a alta é a capacidade de pagamento do inquilino”, diz.Para o diretor da GN Imóveis, Gustavo Nunes, a elevação de preços já dá sinais de esgotamento. “Estou estarrecido com o valor dos imóveis em Belo Horizonte”, diz, ao lembrar que um apartamento de dois quartos na Zona Sul, que era alugado por R$ 600 há dois anos, hoje não sai por menos de R$ 1.200.Com os aluguéis na estratosfera, alguns imóveis começam a encalhar. “Tenho 20 apartamentos para alugar, mas não alugo pelo preço pedido”, avalia Nunes. “Os proprietários estão querendo retirar a defasagem de muitos anos. O mercado está sem referência.”
A diretora-executiva da Hypólito Imóveis, Isabella Matos, por sua vez, avalia que ainda há falta de imóveis na região Centro-Sul, o que explicaria a alta dos preços. De acordo com a executiva, muitos inquilinos estariam considerando o aluguel correspondente a 0,6% do valor de um imóvel como um bom negócio, preferindo não empatar dinheiro na compra da casa própria.
Para o presidente da Câmara do Mercado Imobiliário (CMI), Ariano Cavalcanti, o aumento da oferta de imóveis para alugar não foi suficiente para atender à demanda dos inquilinos. Mas ele vê indícios de uma freada gradual nos preços. De acordo com cavalcanti, a alta do aluguel em 2009 superou a inflação em três vezes, enquanto no ano passado a vantagem era de quatro vezes. “É até bom que a coisa seja gradual”, diz.
A variação de preço captada pela pesquisa do Ipead corresponde ao valor renegociado na renovação do contrato

2 comentários:

Anônimo,  21 de julho de 2009 09:25  

Na verdade não é um comentário.
Gostaria de um esclarecimento:
Alugo um apartamento no bairro Anchieta, em Belo Horizonte. A renovação anual do contrato acontece no mês de agosto.
Qual é o índice a ser aplicado para este reajuste?

Joel Francischetti 21 de julho de 2009 10:44  

Olá. Se a renovação acontece no mes de agosto, deve-se applicar o indice de reajuste para o mês de agosto, que é publicado pela FGV sempre no final do mes anterior, no caso, no final do mes de julho.

Postar um comentário

  © Blogger template On The Road by Ourblogtemplates.com 2009

Back to TOP